www.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.ws




DIA 24 DEZEMBRO PELAS 21H LOCAIS (1h a mais no Continente português e Madeira), MISSA DO GALO, EM DIRECTO DA IGREJA DO MONTE, NA CANDELÁRIA DO PICO. ACOMPANHE-NOS EM www.montetabor.blogs.sapo.pt
Terça-feira, 3 de Março de 2009

3ª feira da I semana da Quaresma - Ano B

 

LEITURA I                                  Is 55, 10-11

 

 

«A minha palavra cumpre a minha vontade»

 

Assim fala o Senhor. «A chuva e a neve que descem do céu não voltam para lá sem terem regado a terra, sem a haverem fecundado e feito produzir, para que dê a semente ao semeador e o pão para comer. Assim a palavra que sai da minha boca não volta sem ter produzido o seu efeito, sem ter cumprido a minha vontade, sem ter realizado a sua missão».

Palavra do Senhor

 

 

BOA NOVA DE JESUS CRISTO               Mt 6, 7-15

 

 

«Orai assim»

 

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Quando orardes, não digais muitas palavras, como os pagãos, porque pensam que serão atendidos por falarem muito. Não sejais como eles, porque o vosso Pai bem sabe do que precisais, antes de vós Lho pedirdes. Orai assim: ‘Pai nosso, que estais nos Céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino; seja feita a vossa vontade assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido; e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal’. Porque se perdoardes aos homens as suas faltas, também o vosso Pai celeste vos perdoará. Mas se não perdoardes aos homens, também o vosso Pai não vos perdoará as vossas faltas».

 

Palavra da salvação

 

NAQUELE TEMPO … HOJE

 

Todos os dias o Senhor, fiel á sua Palavra, lança no terreno das nossas vidas, a Boa Nova. Ela, como sabemos, encontra diversos terrenos.

Já reflectimos o tipo de terra que somos?! Já percebemos a fidelidade de Deus nas nossas vidas…, é o que nos interpela a I Leitura.

O perdão, nesta caminhada de deserto interior que vivemos, que é a Quaresma, é a tónica que une todas as peças que compõem a vida e as obras dos cristãos.

É muito fácil falarmos no perdão aos outros, alguns até têm facilidade em perdoar os outros, outros nem tanto, outros ainda nem colocam a hipótese. Mas, para qualquer que seja a nossa opção, a vontade do Senhor é que perdoemos, e começaríamos exactamente por perdoar-nos a nós mesmos, por termos magoado o nosso próximo. As mágoas surgem porque nós também contribuímos para isso. Não esqueçamos disso! É uma verdade que deixamos sempre para os outros, e não está justo que seja assim.

Depois, porque o perdão liberta espaço no nosso coração para os verdadeiros sentimentos que devem pautar a nossa vida conforme o Baptismo, ele deve ser dado aos outros, porque antes de o darmos, já o recebemos do Senhor Deus, logo, não é por nossa “vontade” ou por vontade pessoal que perdoamos ou damos o nosso perdão, mas porque antes o Senhor nos perdoou. E, se Ele perdoa a minha falta, também perdoa a do meu irmão, e também deseja que eu o perdoe.

Quaresma sem perdão, é deserto sem areia. Aprendamos a perdoar, e vejamos como perdoando fica mais espaço para o amor.

 

* às 13:38

Copyright © 2007 XtoPalavra / Todos os direitos reservados

DIOCESE DE ANGRA

Portugal - Açores

 



+Liturgia desta semana

+ Fidelidade ao Evangelho -...

+ A pessoa é o mais importa...

+ SOLENIDADE DE TODOS OS SA...

+ SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO ...

+ SANTÍSSIMA TRINDADE - ANO...

+ O MESSIAS - 6ª feira IX T...

   

Facebook   MySpace     Twitter

 

     

You Tube   Newsletter     CEP

 

    

    Hi5      Messenger   Picassa

 

         

  Ajuda          RSS      Rádio XTO



<p style="text-align: center"><img style="border-left-color: black; border-bottom-color: black; width: 127px; border-top-color: black; height: 52px; border-right-color: black" height="58" width="159" border="0" alt="" src="http://fotos.sapo.pt:80/30u74ZmEU3rEKLHpw4Gu/s320x240" /></p>

3D Imenu in blue Preview





Recebemos este

presente, recomendado

por Ecclesia Dei.

Obrigado João,

Deus lhe abençõe!