www.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.ws




DIA 24 DEZEMBRO PELAS 21H LOCAIS (1h a mais no Continente português e Madeira), MISSA DO GALO, EM DIRECTO DA IGREJA DO MONTE, NA CANDELÁRIA DO PICO. ACOMPANHE-NOS EM www.montetabor.blogs.sapo.pt
Segunda-feira, 2 de Março de 2009

I DOMINGO DA QUARESMA - ANO B

LITURGIA  EUCARÍSTICA

 

 

ORAÇÃO COLECTA (Reúne as orações do povo)

A vossa misericórdia, Senhor, dirija os nossos corações,

porque sem Vós não podemos agradar-Vos.

Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,

que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

ORAÇÃO SOBRE O PÃO E O VINHO (Oblatas)

Recebei, Senhor, com benevolência

os dons que Vos apresentamos e

submetei os nossos corações rebeldes à vossa santíssima vontade.

Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,

que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO

Fazei, Senhor, que os vossos santos mistérios

nos purifiquem de todo o mal e

o seu poder santificador nos torne agradáveis aos vossos olhos.

Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,

que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

 

LITURGIA  DA PALAVRA

 

 

 

LEITURA I                                     Jer 11, 18-20

 

 

«Eu era como manso cordeiro levado ao matadouro»

 

Quando o Senhor me avisou, eu compreendi; vi então as maquinações dos meus inimigos. Eu era como manso cordeiro levado ao matadouro e ignorava a conjura que tramavam contra mim, dizendo: «Destruamos a árvore no seu vigor, arranquemo-la da terra dos vivos, para não mais se falar no seu nome». Senhor do Universo, que julgais com justiça e sondais os sentimentos e o coração, seja eu testemunha do castigo que haveis de aplicar- lhes, pois a Vós confio a minha causa.

 

Palavra do Senhor

 

 

SALMO

7(2-3)

 

 

Senhor, meu Deus, em Vós espero.

 

Senhor, meu Deus, em Vós me refugio,

livrai-me de quantos me perseguem e salvai-me.

Não me arrebatem como o leão

e me dilacerem sem ter quem me salve.

 

 

Julgai-me, Senhor, segundo a minha justiça,

segundo a minha inocência.

Acabe a malícia dos ímpios e confortai o justo,

Vós, Deus de justiça,

que sondais o íntimo dos corações.

 

 

A minha protecção está em Deus,

que salva os homens rectos de coração.

Deus é o juiz justo,

um Deus que pode castigar todos os dias.

 

 

 

LEITURA II                              1 Pedro 3,18-22.

 

Também Cristo padeceu pelos pecados, de uma vez para sempre

 

Também Cristo padeceu pelos pecados, de uma vez para sempre –o Justo pelos injustos – para nos conduzir a Deus. Morto na carne, mas vivificado no espírito.

Foi então que foi pregar também aos espíritos cativos,

outrora incrédulos, no tempo em que, nos dias de Noé, Deus os esperava pacientemente enquanto se construía a Arca; nela poucas pessoas – oito apenas – se salvaram por meio da água.

Isto era uma figura do baptismo, que agora vos salva, não por limpar impurezas do corpo, mas pelo compromisso com Deus de uma consciência honrada, em virtude da ressurreição de Jesus Cristo,

que, tendo subido ao Céu, está sentado à direita de Deus, e a Ele se submeteram Anjos, Dominações e Potestades.

 

Palavra do Senhor

 

 

 

BOA NOVA DE JESUS                     Jo 7, 40-53

 

«Poderá o Messias vir da Galileia»

 

Naquele tempo, alguns que tinham ouvido as palavras de Jesus diziam no meio da multidão: «Ele é realmente o Profeta». Outros afirmavam: «É o Messias». Outros, porém, diziam: «Poderá o Messias vir da Galileia? Não diz a Escritura que o Messias será da linhagem de David e virá de Belém, a cidade de David?» Houve assim desacordo entre a multidão a respeito de Jesus. Alguns deles queriam prendê-l’O, mas ninguém Lhe deitou as mãos. Então os guardas do templo foram ter com os príncipes dos sacerdotes e com os fariseus e estes perguntaram-lhes: «Porque não O trouxestes?». Os guardas responderam: «Nunca ninguém falou como esse homem». Os fariseus replicaram: «Também vos deixastes seduzir? Porventura acreditou n’Ele algum dos chefes ou dos fariseus? Mas essa gente, que não conhece a Lei, está maldita». Disse-lhes Nicodemos, aquele que anteriormente tinha ido ter com Jesus e era um deles: «Acaso a nossa Lei julga um homem sem antes o ter ouvido e saber o que ele faz?» Responderam-lhe: «Também tu és galileu? Investiga e verás que da Galileia nunca saiu nenhum profeta». E cada um voltou para sua casa.

 

Palavra da salvação

 

 

 

PARTILHA DOMINICAL

 

 

Da sede do deserto, ao desejo da água; do grande dilúvio sobre a terra, à purificação do baptismo, iniciamos o nosso caminho para a Páscoa, sob a intensa luz do arco-íris.

Disse «sob a intensa luz do arco-íris», querendo assim definir todo o arco do tempo e da vida, onde o mistério de Deus toca a nossa história e a ilumina inteiramente. A nossa peregrinação, com Cristo, para a Páscoa, não pode tornar-se uma fuga para a frente, como se metêssemos a cabeça na areia, sobretudo quando há tantas nuvens na nossa vida. Há-de ser, pelo contrário, um mergulho fundo e profundo nas águas do Baptismo, onde se reflecte a nossa verdadeira imagem de filhos de Deus.

Foi essa a experiência de Jesus, no deserto. Uma vez baptizado nas águas do Jordão, procurou as areias da solidão, onde só Deus basta. Declarado no Baptismo como «o Filho Dilecto» do Pai, é impelido pelo Espírito Santo ao lugar da prova e da intimidade, ao lugar do silêncio e da verdade, ao lugar do nada e do essencial. Aí, na secura extrema do deserto, Jesus toma a consciência da frescura original do seu Baptismo. Aí, tentado a existir fora de Deus, a saltar fora do arco da aliança, Jesus escolhe viver como Filho, no amor do Pai. Aí cala e domina os espíritos rebeldes deste nosso mundo interior, que sempre nos convidam a viver fora de Deus. Jesus sai vitorioso da tentação. Vive e testemunha a sua fidelidade à aliança, no mesmo lugar onde o Povo de Deus tantas vezes a pusera em causa.

Propomo-nos, assim, também nós, nesta Quaresma, não tanto o esforço heróico de uma penitência a todo o custo, mas a descoberta essencial desse elo que nos une a Deus: a aliança. A aliança que abraça o Céu e a Terra, que liga Deus e o Homem, o Homem e os seus irmãos, todos juntos e a Criação, no arco do tempo, na grande arca da vida.

Essa aliança foi selada no dia do nosso Baptismo, sacramento pelo qual fomos «salvos através da água», tomados por Deus, como filhos a seu cuidado, abraçados inteiramente no seu amor de Pai. O Baptismo é, para nós, o princípio e o primeiro sinal da aliança. Daquela aliança, em que Deus se oferece à nossa Vida, como nos tempos de Noé, sem cláusulas, nem contrapartidas, sem desistir jamais de nós, nem se negar nunca ao seu amor. Pelo Baptismo, participamos desta Aliança, desta comunhão de vida e amor, dada por Deus ao Homem, sem esforço, nem mérito algum da nossa parte. Apenas, por Amor! Deus permite-se, nas águas do nosso Baptismo, descer ao fundo da nossa condição, para nos tirar da lama e da morte, para daí nos fazer voltar à vida nova da ressurreição.

Com efeito – no dizer da Carta de São Pedro - «esta água é figura do Baptismo que agora nos salva, que não é uma purificação da imundície corporal, mas o compromisso para com Deus de uma boa consciência». Uma consciência viva dos efeitos e das exigências do baptismo. Pois baptizar não é passar por água, é mergulhar no imenso amor de Deus, derramado em nossos corações e optar por uma vida digna da condição nova de filhos de Deus.

Sem as lágrimas da penitência, do arrependimento e do pedido de perdão, não há dilúvio nem água que faça surgir e brilhar de novo o arco-íris da aliança.

 

* às 13:13

Copyright © 2007 XtoPalavra / Todos os direitos reservados

DIOCESE DE ANGRA

Portugal - Açores

 



+Liturgia desta semana

+ Fidelidade ao Evangelho -...

+ A pessoa é o mais importa...

+ SOLENIDADE DE TODOS OS SA...

+ SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO ...

+ SANTÍSSIMA TRINDADE - ANO...

+ O MESSIAS - 6ª feira IX T...

   

Facebook   MySpace     Twitter

 

     

You Tube   Newsletter     CEP

 

    

    Hi5      Messenger   Picassa

 

         

  Ajuda          RSS      Rádio XTO



<p style="text-align: center"><img style="border-left-color: black; border-bottom-color: black; width: 127px; border-top-color: black; height: 52px; border-right-color: black" height="58" width="159" border="0" alt="" src="http://fotos.sapo.pt:80/30u74ZmEU3rEKLHpw4Gu/s320x240" /></p>

3D Imenu in blue Preview





Recebemos este

presente, recomendado

por Ecclesia Dei.

Obrigado João,

Deus lhe abençõe!