www.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.ws




DIA 24 DEZEMBRO PELAS 21H LOCAIS (1h a mais no Continente português e Madeira), MISSA DO GALO, EM DIRECTO DA IGREJA DO MONTE, NA CANDELÁRIA DO PICO. ACOMPANHE-NOS EM www.montetabor.blogs.sapo.pt
Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2008

11 FEVEREIRO - NOSSA SENHORA DE LURDES (MF) I Saltério

 

A sociedade e o mundo de hoje estão marcados pela linguagem das estatísticas – falamos de tudo em percentagens, em números, com uma linguagem matemática – fala-se de tendências para tudo, de maioria e minorias…acando nós, desta forma, a perder consciência daquilo que realmente somos quando criados por Deus, perdemos noção do momento, do concreto, da individualidade. Nestas condições estamos então num ambiente para podermos falar de números.

Mas o amor é precisamente o oposto á mentalidade de hoje, e aos seus conceitos. Para ele não contam as percentagens, nem as maiorias, nem os “talvez” descomprometidos, típicos de hoje, de uma falta de responsabilidade perante tudo, quando o fracasso ou a dificuldade começam a surgir.

Na mensagem do Evangelho de hoje o mais importante é a expressão: “cada vez”: “cada vez que o fizerdes”…”cada vez que fizestes…”.

A expressão não é importante somente porque queremos o resultado pleno, o 100% (novamente linguagem numérica). O “cada vez” é importante, porque em  todo o “cada vez” associa Jesus uma Pessoa, não uma coisa! É um “cada vez” individual, rejeitando as “tendências” como hoje tanto de gosta de falar e promover.

O Evangelho de hoje realça a coisa mais importante da obra da criação: o ser humano. E não é difícil perceber que hoje, cada pessoa, cada vez mais precisa da nossa atenção, da nossa dedicação. E aqui, já não valem números nem estatísticas.

“Quase nunca mato ninguém” Absurdo, Verdade? Se virmos tal afirmação pela positiva, pelo amor, a preocupação pelos outros, compreenderemos mais claramente que na caridade não contam os números, não é uma questão de conformar-se com a “maioria das vezes”, com o “quase sempre

A expressão “cada vez” refere-se ao tipo concreto de uma acção de amor, como Jesus depois prossegue no seu juízo moral. Reparemos quantas vezes esse Evangelho, em cada dia dos nossos, se torna real. Qual a nossa postura perante ele.

Hoje também dia de Nossa Senhora de Lurdes, celebra-se o dia mundial dos Enfermos. É uma ocasião por excelência para avaliarmos a importância que damos aos irmãos enfermos, ou aqueles que padecem de algum mal – físico ou espiritual – como manda Jesus.

Façamos o propósito de na próxima vez estarmos á altura das circunstâncias – do Evangelho.

* às 00:00

Copyright © 2007 XtoPalavra / Todos os direitos reservados

DIOCESE DE ANGRA

Portugal - Açores

 



+Liturgia desta semana

+ Fidelidade ao Evangelho -...

+ A pessoa é o mais importa...

+ SOLENIDADE DE TODOS OS SA...

+ SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO ...

+ SANTÍSSIMA TRINDADE - ANO...

+ O MESSIAS - 6ª feira IX T...

   

Facebook   MySpace     Twitter

 

     

You Tube   Newsletter     CEP

 

    

    Hi5      Messenger   Picassa

 

         

  Ajuda          RSS      Rádio XTO



<p style="text-align: center"><img style="border-left-color: black; border-bottom-color: black; width: 127px; border-top-color: black; height: 52px; border-right-color: black" height="58" width="159" border="0" alt="" src="http://fotos.sapo.pt:80/30u74ZmEU3rEKLHpw4Gu/s320x240" /></p>

3D Imenu in blue Preview





Recebemos este

presente, recomendado

por Ecclesia Dei.

Obrigado João,

Deus lhe abençõe!