www.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.ws




DIA 24 DEZEMBRO PELAS 21H LOCAIS (1h a mais no Continente português e Madeira), MISSA DO GALO, EM DIRECTO DA IGREJA DO MONTE, NA CANDELÁRIA DO PICO. ACOMPANHE-NOS EM www.montetabor.blogs.sapo.pt
Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

20 Junho XI T.Comum - Ano A

LEITURA I

2 Reis 11, 1-4.9-18.20

 

«Sagraram rei Joás e bradaram:‘Viva o rei!’»

 

 

Naqueles dias, Atalia, mãe do rei Ocozias, ao saber que o filho morrera, mandou matar todos os descendentes do rei. Mas Josebá, filha do rei Jorão e irmã de Ocozias, tomou Joás, filho de Ocozias, e tirou-o secretamente do meio dos filhos do rei, que estavam a ser executados, para o esconder com a ama no dormitório do templo. Assim o furtaram aos olhos de Atalia e ele escapou à morte.

Ficou no templo do Senhor, com Josebá, escondido pelo espaço de seis anos, enquanto Atalia reinava no país. No sétimo ano, o sacerdote Joiadá convocou os oficiais dos mercenários e dos guardas e mandou-os vir à sua presença no templo do Senhor. Estabeleceu um acordo com eles, fê-los prestar juramento e mostrou-lhes o filho do rei.

Os oficiais fizeram tudo o que lhes ordenara o sacerdote Joiadá. Cada um tomou consigo os seus homens, tanto os que entravam em serviço no sábado, como aqueles que o terminavam nesse dia; e vieram ter com o sacerdote Joiadá.

O sacerdote entregou-lhes as lanças e os escudos do rei David, que estavam no templo do Senhor.

Os guardas postaram-se, com as armas na mão, desde o lado sul até ao lado norte do templo, rodeando o altar e o templo, para protegerem o rei. Então Joiadá mandou que trouxessem o filho do rei e impôs-lhe o diadema e as insígnias reais. Proclamaram-no rei e deram-lhe a unção; depois bateram palmas e aclamaram: «Viva o rei!». Ao ouvir os clamores populares, Atalia dirigiu-se ao encontro do povo no templo do Senhor.

Quando viu o rei de pé sobre o estrado, segundo o costume, os chefes e os tocadores de trombeta junto do rei e todo o povo exultando de alegria, ao som das trombetas, Atalia rasgou as vestes e gritou: «Traição! Traição!». O sacerdote Joiadá ordenou então aos oficiais das tropas: «Levai-a para fora por entre as fileiras e, se alguém tentar segui-la, matai-o à espada».

O sacerdote, de facto, já tinha dito: «Não deve ser morta no templo do Senhor». Lançaram as mãos sobre ela, levaram-na para o palácio real, pela porta dos cavalos, e ali a mataram. Joiadá concluiu uma aliança entre o Senhor, o rei e o povo, pela qual este se comprometia a ser o povo do Senhor.

Concluiu também uma aliança entre o rei e o povo. Então toda a gente do país foi ao templo de Baal e demoliu-o: quebraram completamente os altares e as imagens e mataram, diante dos altares, Matã, sacerdote de Baal.

Em seguida, Joiadá colocou sentinelas no templo do Senhor. Todo o povo exultava de alegria e a cidade ficou em paz. Entretanto, Atalia tinha sido morta à espada no palácio real.

 

Palavra do Senhor.

 

 

 

EVANGELHO

Mt 6, 19-23

 

«Onde estiver o teu tesouro, aí estará o teu coração»

 

 

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Não acumuleis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem os destroem e os ladrões os assaltam e roubam.

Acumulai tesouros no Céu, onde a traça e a ferrugem não os destroem e os ladrões não os assaltam nem roubam. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará o teu coração. A lâmpada do teu corpo são os olhos.

 Se o teu olhar for límpido, todo o teu corpo ficará iluminado. Mas se o teu olhar for mau, todo o teu corpo andará nas trevas. E se a luz que há em ti são trevas, como serão grandes essas trevas!».

 

Palavra da salvação.

 

 

A PALAVRA HOJE

 

 

A fidelidade de Deus ás suas promessas mantêm-se até ao fim e apesar da fraqueza humana.

Podemos pensar que o Senhor, nalgum momento (parece) que se esqueceu de nós, mas não caiámos nesta ilusão. O Senhor está sempre presente, nós muitas vezes é que estamos de tal forma imbuídos nas coisas do mundo, que nos apegamos ao que não importa para o Reino de Deus.

E o Reino de Deus não é algo para além deste mundo! O Reino de Deus é este tempo e este espaço físico que vivemos e agimos, como cristãos, e só pode acontecer Reino, quando agimos de acordo com as normas que o regulam: o amor e a caridade aos irmãos. Fora disso, não construímos Reino!

A respeito de construção, Jesus, no Evangelho, fala-nos precisamente da necessidade de nos desapegarmos das coisas deste mundo, que ofuscam a nossa compreensão para as coisas do céu, do Evangelho, do nosso irmão.

É certo que precisamos de coisas e bens para vivermos dignamente, mas é errado apoderarmo-nos disso e esquecermos que elas não são tudo na vida! O nosso Deus é Senhor de todas as coisas, e não vive preso a elas, como se fossem elas a “ditar” o que fazer.

Os bens são para nos servirmos deles, e ceder aos irmãos que porventura necessitem também, e não para nos ofuscarem a verdadeira visão dos bens criados.

Estabelecer uma relação de relatividade é bom e saudável, porque assim poderemos fazer com que a fé e o próprio Evangelho possam resplandecer nos bens, e damos-lhe um equilíbrio necessário e justo.

 

 

ESCUTE O EVANGELHO DE HOJE

Com a.Resendes

 

* às 08:00

Copyright © 2007 XtoPalavra / Todos os direitos reservados

DIOCESE DE ANGRA

Portugal - Açores

 



+Liturgia desta semana

+ Fidelidade ao Evangelho -...

+ A pessoa é o mais importa...

+ SOLENIDADE DE TODOS OS SA...

+ SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO ...

+ SANTÍSSIMA TRINDADE - ANO...

+ O MESSIAS - 6ª feira IX T...

   

Facebook   MySpace     Twitter

 

     

You Tube   Newsletter     CEP

 

    

    Hi5      Messenger   Picassa

 

         

  Ajuda          RSS      Rádio XTO



<p style="text-align: center"><img style="border-left-color: black; border-bottom-color: black; width: 127px; border-top-color: black; height: 52px; border-right-color: black" height="58" width="159" border="0" alt="" src="http://fotos.sapo.pt:80/30u74ZmEU3rEKLHpw4Gu/s320x240" /></p>

3D Imenu in blue Preview





Recebemos este

presente, recomendado

por Ecclesia Dei.

Obrigado João,

Deus lhe abençõe!