www.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.ws




DIA 24 DEZEMBRO PELAS 21H LOCAIS (1h a mais no Continente português e Madeira), MISSA DO GALO, EM DIRECTO DA IGREJA DO MONTE, NA CANDELÁRIA DO PICO. ACOMPANHE-NOS EM www.montetabor.blogs.sapo.pt
Segunda-feira, 16 de Junho de 2008

16 JUNHO - XI T.COMUM - ANO A (III Saltério)

LEITURA I

1 Reis 21, 1-16

 

«Nabot foi apredejado e morreu»

 

Naquele tempo, Nabot de Jezrael possuía uma vinha ao lado do palácio de Acab, rei da Samaria. Acab falou a Nabot, dizendo: «Cede-me a tua vinha, para eu fazer dela uma horta, porque está junto da minha casa. Dar-te-ei em troca uma vinha melhor, ou, se preferes, pagarei o seu valor em dinheiro».

Nabot respondeu a Acab: «O Senhor me livre de te ceder a herança de meus pais». Acab voltou para casa triste e irritado, por Nabot de Jezrael lhe ter respondido: «Não te cederei a herança de meus pais». Deitou-se na cama com o rosto voltado para a parede e não quis comer nada. Jezabel, sua mulher, foi ter com ele e perguntou-lhe: «Porque estás tão perturbado que nem queres comer?».

Ele respondeu: «Falei com Nabot de Jezrael e disse-lhe: ‘Cede-me a tua vinha pelo seu valor em dinheiro, ou então, se preferes, dar-te-ei outra em seu lugar’. Mas ele respondeu-me: ‘Não te cederei a minha vinha’». Jezabel, sua mulher, disse-lhe: «Não és tu o rei de Israel? Levanta-te, come e anima-te, que eu te darei a vinha de Nabot de Jezrael». Jezabel escreveu uma carta em nome de Acab, selou-a com o selo real e enviou-a aos anciãos e aos nobres da cidade que habitavam com Nabot.

Eis o que ela escreveu na carta: «Proclamai um jejum e fazei comparecer Nabot diante do povo. Colocai em frente dele dois homens sem escrúpulos, que o acusem desta maneira: ‘Tu amaldiçoaste Deus e o rei’. Depois levai-o para fora da cidade e apedrejai-o até morrer». Os homens da cidade de Nabot, os anciãos e os seus concidadãos mais nobres, fizeram o que Jezabel lhes tinha mandado dizer na carta. Proclamaram um jejum e fizeram comparecer Nabot diante do povo.

Os dois homens sem escrúpulos vieram colocar-se em frente de Nabot e acusaram-no diante do povo, dizendo: «Nabot amaldiçoou Deus e o rei». Levaram-no então para fora da cidade, apedrejaram-no e ele morreu. Depois mandaram dizer a Jezabel: «Nabot foi apredejado e morreu». Ao saber que Nabot tinha sido apredejado e morto, Jezabel foi dizer a Acab: «Levanta-te e vai tomar posse da vinha que Nabot de Jezrael não te quis ceder por dinheiro. Ele já não está vivo; morreu».

Quando ouviu dizer que Nabot tinha morrido, Acab levantou-se e desceu à vinha de Nabot de Jezrael para tomar posse dela.

 

Palavra do Senhor.

 

 

 

EVANGELHO

Mt 5, 38-42

 

«Amai os vossos inimigos»

 

 

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Ouvistes que foi dito aos antigos: ‘Olho por olho e dente por dente’.

 Eu, porém, digo-vos: Não resistais ao homem mau. Mas se alguém te bater na face direita, oferece-lhe também a esquerda. Se alguém quiser levar-te ao tribunal, para ficar com a tua túnica, deixa-lhe também o manto.

Se alguém te obrigar a acompanhá-lo durante uma milha, acompanha-o durante duas.

Dá a quem te pedir e não voltes as costas a quem te pede emprestado».

 

Palavra da salvação.

 

 

A PALAVRA HOJE

 

Á primeira impressão, podemos não perceber bem, qual a mensagem a reter da 1ª Leitura, mas, fundamentalmente, o que se percebe é que, apesar da nossa fragilidade e pecado, a história da nossa salvação, desde os nossos antepassados na fé, aos nossos dias, é encarnada num tempo concreto, que é a história, o tempo real, no qual Deus intervém, faz aliança connosco apesar das nossas infidelidades constantes, e no fim dos tempos antigos, envia-nos o Seu Filho unigénito, para plenificar este tempo, e dar-lhe outro sentido.

Outra realidade que percebemos é também comum aos nossos dias: muitos servem-se de meios “sujos”, da violência, para alcançarem os seus objectivos, querendo unicamente atingir os seus objectivos, sem olhar aos meios usados. Ora, isto não é dos filhos da luz, dos amigos de Deus! Anátema com atitudes destas, anti-evangelho!

E isso é o que Jesus nos diz na Palavra de hoje: radicalidade por relação á lei dos antigos. “Olho por olho, dente por dente”, é a antiga lei. Jesus revoga totalmente o seu sentido, dando-lhe um carácter pleno: amor, perdão e misericórdia.

Não é fácil perdoar, porque somos humanos, fracos e limitados, mas que é um bem precioso, não tenhamos dúvidas!

Só na medida em que libertamos o nosso coração das mesquinhices e “velharias” que o sufocam, é que descobriremos a beleza desta dinâmica.

E não é amar quem nos amar, até ao momento da dor. É amar quem nos ama, até no momento da dor, e também aqueles que nos odeiam.

Sem vanglória, nem “puritanismos”, mas encarando essa realidade que é mais que própria de quem se diz cristão.

Nós não devemos ser cristãos só por conveniência, estatuto ou enquanto as coisas nos correm bem! Cresçamos! Sejamos honestos com as nossas convicções, e derramemos todo o nosso afecto por Jesus, pela realização da sua palavra em nós,  e depois nos outros nossos irmãos.

Lembra-te: ENTRE SER FELIZ OU TER RAZÃO…PREFIRO SER FELIZ!

 

 

ESCUTE O EVANGELHO DE HOJE

Com l. silva

 

* às 10:27

Copyright © 2007 XtoPalavra / Todos os direitos reservados

DIOCESE DE ANGRA

Portugal - Açores

 



+Liturgia desta semana

+ Fidelidade ao Evangelho -...

+ A pessoa é o mais importa...

+ SOLENIDADE DE TODOS OS SA...

+ SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO ...

+ SANTÍSSIMA TRINDADE - ANO...

+ O MESSIAS - 6ª feira IX T...

   

Facebook   MySpace     Twitter

 

     

You Tube   Newsletter     CEP

 

    

    Hi5      Messenger   Picassa

 

         

  Ajuda          RSS      Rádio XTO



<p style="text-align: center"><img style="border-left-color: black; border-bottom-color: black; width: 127px; border-top-color: black; height: 52px; border-right-color: black" height="58" width="159" border="0" alt="" src="http://fotos.sapo.pt:80/30u74ZmEU3rEKLHpw4Gu/s320x240" /></p>

3D Imenu in blue Preview





Recebemos este

presente, recomendado

por Ecclesia Dei.

Obrigado João,

Deus lhe abençõe!