www.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.wswww.bigoo.ws




DIA 24 DEZEMBRO PELAS 21H LOCAIS (1h a mais no Continente português e Madeira), MISSA DO GALO, EM DIRECTO DA IGREJA DO MONTE, NA CANDELÁRIA DO PICO. ACOMPANHE-NOS EM www.montetabor.blogs.sapo.pt
Quarta-feira, 11 de Junho de 2008

11 de Junho - X T.Comum - S.BARNABÉ, Apóstolo e mártir (MO)

LEITURA I

Actos 11, 21b-26; 13, 1-3

«Era um homem bom e cheio do Espírito Santo e de fé»



Naqueles dias,
foi grande o número dos que abraçaram a fé
e se converteram ao Senhor.
A notícia chegou aos ouvidos da Igreja de Jerusalém
e mandaram Barnabé a Antioquia.
Quando este chegou e viu a acção da graça de Deus,
encheu-se de alegria e exortou a todos
a que se conservassem fiéis ao Senhor, de coração sincero;
era realmente um homem bom
e cheio do Espírito Santo e de fé.
Assim uma grande multidão aderiu ao Senhor.
Então Barnabé foi a Tarso procurar Saulo
e, tendo-o encontrado, trouxe-o para Antioquia.
Passaram juntos nesta Igreja um ano inteiro
e ensinaram muita gente.
Foi em Antioquia que, pela primeira vez,
se deu aos discípulos o nome de «cristãos».
Na Igreja de Antioquia havia profetas e doutores:
Barnabé, Simeão, chamado o Negro, Lúcio de Cirene,
Manaen, irmão colaço do tetrarca Herodes
e Saulo.
Estando eles a celebrar o culto e a jejuar,
disse-lhes o Espírito Santo:
«Separai Barnabé e Saulo
para o trabalho a que os chamei».
Então, depois de terem jejuado e orado,
impuseram-lhes as mãos e deixaram-nos partir.


Palavra do Senhor.

 

 

 

EVANGELHO

Mt 10, 7-13

«Recebestes de graça; dai de graça»

 

Naquele tempo,
disse Jesus aos seus Apóstolos:
«Ide e proclamai que está próximo o reino dos Céus.
Curai os enfermos, ressuscitai os mortos,
sarai os leprosos, expulsai os demónios.
Recebestes de graça; dai de graça.
Não adquirais ouro, prata ou cobre,
para guardardes nas vossas bolsas;
nem alforge para o caminho,
nem duas túnicas, nem sandálias, nem cajado;
porque o trabalhador merece o seu sustento.
Quando entrardes em alguma cidade ou aldeia,
procurai saber de alguém que seja digno
e ficai em sua casa até partirdes daquele lugar.
Ao entrardes na casa, saudai-a,
e se for digna, desça a vossa paz sobre ela;
mas se não for digna, volte para vós a vossa paz».

Palavra da salvação.

 

 

 

 

A PALAVRA HOJE

 

A liturgia da Palavra de hoje, memória de São Barnabé, Apóstolo e mártir, fala acerca da conduta a terem, aqueles que o Senhor, no princípio designou como seus colaboradores, e que hoje, por missão recebida de Jesus, a Igreja dá continuidade, na pessoa dos seus ministros sagrados.

A confiança total no Senhor que providencia sempre operários para a sua messe, é apresentada na 1ª Leitura.

Notemos ainda que, a oração é o ingrediente para ligação de toda a liturgia de hoje. A grandeza e o poder da oração nas nossas vidas, pode fazer e faz mesmo, grandes maravilhas. Mas esta oração, como já vemos na leitura, sempre foi feita em comunidade, de forma confiante e fraterna, ao Pai, por intermédio do seu Filho Jesus, pelo Espírito Santo, Senhor que intercede por nós, no seio da Trindade.

A partir daqui seria importante reflectirmos a importância que damos, á oração em comunidade: desde os actos litúrgicos (Missa), Vigílias, Retiros, encontros espirituais, etc., nas comunidades cristãs onde estamos inseridos.

Ninguém pense que quando se aproxima de uma igreja, para rezar junto ao Sacrário, que é merecimento e vontade própria; pois já o Apóstolo Paulo adverte nas suas cartas que, “é o Espírito que geme em nós, com gemidos inefáveis”, é ele Quem nos ensina a rezar. Quando estamos em oração, é porque o Senhor tocou o nosso coração, a nossa mente, para o fazermos. Ninguém reza porque quer, ou porque lhe apetece. E depois, rezamos em igreja, cada um reza sozinho, mas uma vez baptizado e inserido o Corpo místico de Cristo (a Igreja), reza pela universalidade dos que partilham consigo, a mesma fé!

Uma oração interesseira, desligada da universalidade da Igreja e da fraternidade dos filhos de Deus, não é oração verdadeira.

Procuremos então, aproximarmo-nos das nossas comunidades, ou dar ás nossas orações, um sentido comunitário. Quem é baptizado não forma uma “igreja”pessoal, independente, de relação directa com Deus, porque se assim o fosse, então trataríamos de toda a nossa vida espiritual (comunhão, sacramentos, etc.) directamente com Deus, mas isso faz-se é por intermédio da Igreja, esposa de Cristo, que recebeu do seu Senhor a missão de perpetuar e fazer as suas vezes, até que o Esposo, Jesus Cristo, volte na plenitude dos tempos.

 

 

PODCAST

ESCUTE O EVANGELHO DE HOJE

Com l. silva

 

* às 14:00

Copyright © 2007 XtoPalavra / Todos os direitos reservados

DIOCESE DE ANGRA

Portugal - Açores

 



+Liturgia desta semana

+ Fidelidade ao Evangelho -...

+ A pessoa é o mais importa...

+ SOLENIDADE DE TODOS OS SA...

+ SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO ...

+ SANTÍSSIMA TRINDADE - ANO...

+ O MESSIAS - 6ª feira IX T...

   

Facebook   MySpace     Twitter

 

     

You Tube   Newsletter     CEP

 

    

    Hi5      Messenger   Picassa

 

         

  Ajuda          RSS      Rádio XTO



<p style="text-align: center"><img style="border-left-color: black; border-bottom-color: black; width: 127px; border-top-color: black; height: 52px; border-right-color: black" height="58" width="159" border="0" alt="" src="http://fotos.sapo.pt:80/30u74ZmEU3rEKLHpw4Gu/s320x240" /></p>

3D Imenu in blue Preview





Recebemos este

presente, recomendado

por Ecclesia Dei.

Obrigado João,

Deus lhe abençõe!